Casan

Companhia Catarinense
de Águas e Saneamento

Notícias

[07/06/2017]

Bombas anfíbias garantem abastecimento de água tratada mesmo em áreas inundadas pelas chuvas

Graças aos investimentos em bombas anfíbias, que funcionam mesmo submersas e garantem a captação de água, o abastecimento se mantém na maior parte das cidades atingidas há mais de 15 dias por fortes chuvas. Atendimento a pontos de ruptura e com problemas no fornecimento de água tratada são feitos pelas equipes em trabalho ininterrupto, com apoio da Defesa Civil, Polícia Militar e Corpo de Bombeiros para chegada a locais de difícil acesso em função dos alagamentos.

Pode parecer paradoxal, mas quando chove com intensidade - e durante muitos dias -, o fornecimento de água tratada fica mais difícil porque os rios ficam bem mais barrentos (reduzindo a velocidade do tratamento) e algumas unidades de captação e tratamento podem inclusive ficar submersas.

Um total de 18 bombas anfíbias foram adquiridas nos últimos anos, num investimento de aproximadamente R$ 3 milhões da CASAN, o que inclui os respectivos quadros elétricos. A maior parte está destinada à região mais passível de alagamentos, no Vale do Itajaí e Alto Vale. Só com o uso destes equipamentos é que a população de municípios como Ascurra, Mafra, Canoinhas, Indaial, Ituporanga, Laurentino, Agronômica, Aurora, Lontras, Apiúna, Rodeio e Rio do Sul estão sendo abastecidos por água tratada mesmo em meio às enxurradas.

Informações sobre o abastecimento em todo o Estado podem ser obtidas no Quadro de Avisos ( https://e.casan.com.br/avisos ), na Central de Atendimento 0800 643 0195, com funcionamento 24 horas, e no chat online no site www.casan.com.br

Uma das bombas anfíbias funcionando mesmo em local alagado em Rio do Sul. (acervo CASAN)

Bomba anfíbia utilizada no Sistema de Lontras está garantindo o abastecimento mesmo com instalações alagadas. (acervo CASAN)

Instalação da CASAN em Rio do Sul serviu de apoio à Defesa Civil nas ações de resgate. (acervo CASAN)